Secretários de estados brasileiros visitam casas beneficiadas pelo ‘Morar Melhor’ em Salvador

Secretários de estados brasileiros visitam casas beneficiadas pelo ‘Morar Melhor’ em Salvador


Uma comitiva formada por secretários e gestores de Habitação de Campinas e Hortolândia (SP), Macapá (AP), Niterói (RJ), Nossa Senhora do Socorro (SE) e Feira de Santana (BA) participou de uma reunião de apresentação do programa Morar Melhor, em Salvador, e depois seguiu em visitação às obras nas localidades de São Gonçalo do Retiro, Castelo Branco e Palestina.

O Morar Melhor chegará a 40 mil casas reformadas até o ano que vem. Desenvolvido há quatro anos e já premiada, a iniciativa realiza intervenções de casas em situação precária, no valor de até R$ 5 mil. Já são mais de 120 localidades atendidas e quase 27 mil casas reformadas.

A visita técnica é consequência da 76ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), ocasião em que o programa foi apresentado aos governantes municipais como um dos grandes exemplos de programas de impactos sociais do Brasil.

Terceira etapa

Assim que chegaram à capital baiana, os governantes participaram de uma reunião na Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Urbanismo (Sedur), no Edifício Thomé de Souza, na Avenida ACM, onde o vice-prefeito e secretário de Infraestrutura e Obras Públicas, Bruno Reis, explanou detalhes técnicos sobre o Morar Melhor. “Na terceira etapa, o valor da reforma por casa passará para 7 mil reais”, assegura o secretário.

À tarde, a comitiva de secretários seguiu em visita às casas beneficiadas pelas melhorias do programa. Esta não é a primeira vez que o Morar Melhor é exibido para representantes de outras cidades e estados. Já estiveram na capital para conhecer o programa as prefeituras de Caruaru (PE), Camaçari, Paulo Afonso, Indiaroba (SE), Campinas (SP e Maricá (RJ), além dos estados de Tocantins, São Paulo e Alagoas.

 

 

O post Secretários de estados brasileiros visitam casas beneficiadas pelo ‘Morar Melhor’ em Salvador apareceu primeiro em Toda Bahia.



Source link

Deixe uma resposta